Adriana Esteves

Adriana Esteves
Nossa Estrela

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Vladimir planeja dirigir Adriana no Teatro

O ator Vladimir Brichta, no ar em “Tapas & Beijos” (TV Globo) e em cartaz com a peça “Arte”, em São Paulo, planeja dirigir a mulher, Adriana Esteves, a Carminha de “Avenida Brasil”, no teatro. 

Tem uma peça que quero que ela faça, mas não posso falar qual porque os direitos autorais estão correndo." 

"E ela disse que gostaria que eu a dirigisse. Acho que seria difícil, mas isso está me provocando"

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

"Vilãs" elogioam Carminha - Avenida Brasil


Beatriz Segall - (a Odete Roitman, de ‘Vale Tudo’): - Trabalhou com Adriana na peça Ponto de Vista,  (2001/2002)
Antes de mais nada, a atriz precisa esquecer que é vilã, fazer como se fosse uma pessoa normal. Antigamente as vilãs eram vilãzonas, só más - o que é um erro, porque elas não se enxergam como vilãs, acreditam que têm o direito de fazer aquilo. O simples fato de elas fazerem com naturalidadeas as maldades já faz delas uma vilã. A Adriana está muito bem



Cláudia Abreu (a Laura, de ‘Celebridade’): “ - Amiga de Adriana 
"O que é fundamental é o vilão ser carismático, surpreendente, para que desperte não só a raiva previsível do público. Tem que ser verossímil  também. O humor ajuda muito na composição de uma vilã, porque torna a carga negativa mais leve. A vilania existe, mas também a diversão. Quanto ao trabalho da minha grande amiga Adriana, ela me deu medo no início! Parecia filme de terror o que ela fazia com a menina... A intensidade dramática dela, a dubiedade ao falar mentiras com verdades, aliada a uma safadeza madura.... Tudo isso torna Carminha uma personagem saborosíssima! Viva Adri!"



Renata Sorrah (a Nazaré, de ‘Senhora do Destino’): “ - Trabalhou com Adriana em Pedra Sobre Pedra (1992), A Indomada (1997)
"A Adriana está maravilhosa. porque você acredita completamente que a Carminha existe, reconhece aquela mulher cheia de contradições. A Adriana a coloca no colo, abraça, humaniza, nos apresenta com generosidade. Nos mostra aquela mulher sem preconceitos. É o público que a julga.Não é maniqueísta, a humaniza. É o público que julga. Estou orgulhosíssima da Adriana, , que já foi minha filha na novela ‘Pedra Sobre Pedra’. Também foi a Nazaré novinha. No mês passado, nos encontramos no cabeleireiro e ela brincou que a Carminha é a filha da Nazaré.. Nos encontramos no cabeleireiro e ela brincou que a Carminha é a filha da Nazaré”.Eu sempre torço por ela na vida!”.


Patrícia Pillar (a Flora, de ‘A Favorita):  - Trabalhou com Adriana em Renascer (1993)
Não existem fórmulas para construir um personagem, e não vejo nenhuma distinção na composição de uma vilã. O que o ator tem é o texto do autor. O do João Emanuel Carneiro é uma delícia, um deleite. A Carminha que a Adriana faz é linda! Um personagem rico, complexo, divertido, sexy, que sempre surpreende. Nunca tinha visto um personagem tão original, com uma riqueza tão grande. Ela nunca percorre o caminho mais óbvio.A gente sabe que, na televisão, é difícil fazer um personagem tão cheio de contradições, com muito texto e cenas pra gravar.  Não dá para enxergar a Carminha só como uma vilã, ela vai muito além disso. Está acima do bem e do mal. E foi o que a Adriana não fez: ela não julga. É essa liberdade que traz toda a sua originalidade”.

Confraternização de Avenida Brasil - 29 de agosto

Adriana Esteves e Débora Falabella fazem festa para foto durante jantar

Adorei a pose das 2 para os paparazis e, a Adri indo embora, parece uma rouqueira

 Parte do elenco feminino de ‘Avenida Brasil’ se reuniu na noite desta quarta-feira, 29, em um restaurante na Zona Sul do Rio.

 

Adriana Esteves e Débora Falabella fizeram festa e acenaram para fotos ao avistarem paparazzo durante jantar na noite desta quarta-feira, 29. Parte do elenco feminino de “Avenida Brasil” se reuniu em um restaurante na Gávea, Zona Sul do Rio. As atrizes Débora Nascimento, Eliane Giardini e Letícia Isnard participaram da confraternização.

Ego 

Acho tão bacana as reuniões da galera do elenco depois das gravações. Depois de um dia intenso de trabalho, eles merecem uma diversão, um papo entre eles sem estarem os personagens, tomarem um chopinho, quem não gosta? Nada melhor q isso pra terminar um dia cansativo de trabalho! Eu, adoro fazer confraternizações e happy hour com a gelera da facul, quando eu fazia, dos cursos q fiz e, hj, do trabalho.

E, é legal ver Carminha e Nina saindo do corpo de Adri e Falabella pra darem espaço pra verdadeira e bonita amizade de suas interpretes q estão brilhando a cada cap nessa novela, q pra mim, já está na lista das melhores q já assisti!

Taís 

 

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Entrevista à Contigo!

Beleza, a Adri bombando e meu trabalho aqui no Blog não para! Depois da reportagem da Lola feita pelo fofo Vladimir Brichta, da mudança do visual pra nova fase da Carminha, agora a Adri dá uma entrevista à Contigo, onde, assim como em Lola, também é capa! 
Ver a Adri bombar na mídia e mostrar que de Carminha, a ela só tem a beleza! Dá um prazer enorme em cima de uma certa pessoa (Fabíola Reipert do R7) que insistia em "sujar" o nome da Adriana na mídia!



'Eu não critico a Carminha', diz Adriana Esteves à revista

Em entrevista à revista 'Contigo!', a atriz contou que se joga na personagem. 'Uma vilã pode fazer as barbaridades que quiser'.

 Adriana Esteves, 42 anos, falou à revista Contigo! sobre o sucesso da trama e de sua megera. “Tem sido um barato, tem muito homem que me para e diz que não via novela e que agora está vendo. Alguns dizem que trocam até o futebol para ver Avenida Brasil. Antes de a novela começar, as pessoas me diziam: “Prepare-se para ser odiada”. Mas estou achando até que as pessoas estão curtindo a Carminha (risos).”

Feliz com a repercussão da trama das 9, a atriz já se mostra saudosa. “Entrei nessa novela tendo a certeza absoluta de que iria ter muito prazer, mas foi além! É um trabalho que me dá orgulho de ser uma atriz de televisão. Para você ter uma ideia, já estou sentindo saudade (a trama termina em outubro).” (eu também, Adri - saudades da Carminha e de vc)
Já sobre a postura de sua personagem, Adriana se mostra tranqüila. “Uma vilã pode falar as barbaridades que quiser. E eu não critico a Carminha. Tenho de me jogar na personagem, e é isso o que estou fazendo! Meu lema é: vou me jogar!

 

  

"Prefiro me ver loira. E acho que a cor tem tudo a ver com a Carminha", diz Adriana Esteves

Em entrevista à revista Contigo!, conta como está domando a Carminha de Avenida Brasil

Como tem sido sua rotina?Uma loucura. Hoje (sábado), por exemplo, eu deveria estar de folga. Mas acordei às 7h da manhã e às 11h tinha de estar no salão para fazer a mudança de visual da Carminha. Foram horas e mais horas sentada na cadeira do salão. Só cheguei agora há pouco em casa (por volta das 20h) e ainda estou dando uma entrevista. Aliás, dei pouquíssimas entrevistas por falta de tempo e porque sou meio bicho do mato mesmo (risos). 

Você é casada e mãe. Como organiza sua vida pessoal? Do que não abre mão?Minha vida é bem organizada. Na verdade, o que eu tenho deixado de fazer é estar com os amigos. Mas com o Vlad e as crianças, não. Faço questão de fazer pelo menos uma refeição por dia com todos eles, beber meu vinho com o Vlad... E tudo da escola das crianças passa pelo meu crivo. Não abro mão de educar meus filhos. Também faço questão de visitar meus pais (Paulo, 71, e Regina, 63, que moram no Leblon).

Seus pais estão orgulhosos do sucesso da Carminha? Eles não têm esse deslumbramento, não. E eu adoro isso. Gosto de ser cuidada da mesma maneira que eles cuidam das outras pessoas da família.

O Vladimir costuma visitá-la no estúdio?Sim, de vez em quando ele vai lá me ver. Temos a mesma profissão e isso ajuda muito. Ele também me ajuda nas tarefas de casa, com as crianças. O Vlad é um grande parceiro. E acompanha a novela! Eu também não passo um dia sem assistir ao meu trabalho.  

Você se vestiria como a Carminha?Não (risos), eu ponho um jeans e uma camiseta branca e me acho linda. Mas o guarda-roupa dela foi um gol de placa da Marie Salles (figurinista). Passados os 12 anos, da época em que a Carminha era pobre até ficar rica, o figurino poderia ser muito óbvio, mas a Marie veio com essas cores claras, esse estilo... Ela vestiu a Carminha como uma dama, solar. 

 Mas não acha ela um pouco exagerada?Não, eu vejo muitas mulheres andando assim, cheias de joias, com roupas de seda, cabelão loiro.

O que achou da mudança de visual? Eu prefiro me ver loira também. E acho que a cor tem tudo a ver com a Carminha. Aquele cabelão comprido também. Quando a Nina (Débora Falabella) cortou os cabelos da Carminha, ela ficou sem eira nem beira.

 Fonte: Contigo

Continuação da reportagem

Você apareceu de lingerie em cena e mostrou que está forma. O que faz para manter o corpo em dia? Acho que fiquei bem porque a novela tem uma boa fotografia. Só isso. Não tenho feito mada demais além de levar marmita pro Projac, para comer direitinho. Exercício eu não tenho feito por falta de tempo. Acho que estou assim, magrinha, de tanto trabalhar mesmo.

Você foi criada no Méier, surbúbio do Rio de Janeiro. Tem alguma identificação com o fictício surbúbio do Divino? Levou referências daquela época para a personagem? Claro, e ainda tenho familiares que moram lá. Tenho conhecimento do que é o surbúbio carioca. E acho tudo muito parecido, o surbúbio e a zona sul. Não tem essa diferença, ela não é maior assim. É meio folclore essa coisa de que o surbúbio falta alto.

Mas na novela os suburbanos falam muito alto. Não acho que o núcleo do Cadinho (Alexandre Borges) fale mais baixo do que os moderadores do Divino. As pessoas são livres para falar o que elas quiserem. É o que eu penso na vida real.

Como tem sido a repercussão da Carminha nas ruas? Tem sido um barato, tem muito homem que me para e diz que não via novela e que agora está vendo. Alguns dizem que trocam até o futebol para ver Avenida Brasil. Antes de a novela começar, as pessoas me diziam: "Prepare-se para ser odiada". Mas estou achando até que as pessoas estão curtindo a Carminha (risos)

Você fala com muito entusiasmo desse trabalho. Como é esse sentimento de realização?
Quando olho para trás e vejo que estou desde dezembro envolvida com essa novela penso: "Nossa!" Mas estou mesmo muito feliz. É um grande trabalho. Entrei nessa novela tendo a certeza absoluta de que iria ter muito prazer, mas foi além! É um trabalho que me dá orgulho de ser atriz de televisão. Para você ter uma ideia, já estou sentindo saudade (a trrama termina em outubro). Conversando com você, agora, estou fazendo uma retrospectiva e me dá até medo. Eu vou sentir muita falta de um trabalho tão bem como esse, com uma equipe que é simplesmente incrível. A Carminha é uma personagem para eu me orgulhar muito na vida"

O que pretende fazer depois do fim da novela? Viajar? Quero mesmo é ficar em casa, acordar na hora que for e ficar um tempo sem fazer nada. Quero voltar a ter controle do meu tempo também. Talvez, no fim do ano, nas festas de Natal e Réveillon, a gente faça uma viagem, mas ainda não sei pra onde.

Depois de um trabalho de tanto sucesso como a Carminha, tem receio de ser cobrada com uma próxima personagem? Não, porque eu não me cobro. Eu vou fazer o que tiver vontade. Também não tenho a cobrança de acertar sempre, sei que a gente erra muito e não vai ser sempre um acerto. E o acerto também é um conjunto de fatores que não depende de você.

Na pele de Carminha, você fala barbaridades. Sente-se mal com esses diálogos?Não. Uma vilã pode falar as barbaridades que quiser. E eu não critico a Carminha. Tenho de me jogar na personagem, e é isso que estou fazendo! Meu lema é: vou me jogar!

Se você pudesse definir a Carminha em uma palavra, qual seria? Carminha é um bicho! Um animal!

Fim da entrevista





 http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/0 8/blogs/1355399-adriana-esteves-defende-carminha--meu-lema-e-me-jogar.html


 




terça-feira, 28 de agosto de 2012

Nova fase de Carminha: Adri volta a ser loira

Carminha volta a ser loira

"Ela é uma leoa e esse cabelo faz parte da personalidade dela"

Adriana Esteves

 Personagem de Adriana Esteves muda novamente o visual. Veja a transformação

Para voltar a ter os cabelos loiros que já viraram uma marca de sua personagem, Carminha, Adriana Esteves, 42, contou com um trio de cabeleireiros: Dudu Meckelburg, 52, e Cesar Renckel, 40, do HBD SPA, em Ipanema, Rio, onde foi feita a transformação, no sábado (25), e Marcos Proença, 35, que veio de São Paulo só para fazer a técnica de tissage - uma trança em que ele vai ''costurando'' os fios importados da Califórnia, Estados Unidos, mecha por mecha. Para deixar tudo perfeito, a equipe começou a trabalhar às 11h e só parou às 19h. ''São cabelos naturais'', explicou Dudu, que cuida da cabeleira da atriz há 28 anos. ''Ela amou o resultado. Saiu daqui feliz e poderosa!''



"Nesta etapa os cabelos voltam a ser loiros, mas fiz uma emenda para ficarem longos, cheios e arrumados”, conta Dudu, que passou dois dias preparando a cor dos apliques.

Para aumentar os fios de um dia para o outro sem danificar o cabelo de Adriana, Dudu optou por colocar o aplique com uma técnica que utiliza crochê. "Esse aplique dura 20 dias e depois precisa ser renovado", explicou o profissional, que escolheu um louro dourado acinzentado, diferente da cor usada por Carminha anteriormente.


O corte manteve o mesmo padrão de antes: picotado. Para a transformação, Adriana Esteves ficou cerca de oito horas no salão. Tudo para o tom chegar a cor desejada pelo cabeleireiro. Durante o processo, nada de bate-papo ou das tradicionais fofocas de salão. "Ela é concentradíssima no trabalho e ficou o tempo todo estudando o texto da Carminha", contou Dudu.


Quando teve o cabelo cortado e pintado num tom mais escuro por Nina, em uma das cenas clássicas de Avenida Brasil, Adriana passou a fazer um tratamento por causa do uso de tanta química. ''Usamos produtos orgânicos italianos com queratina de ovelha'', explicou Dudu. ''Agora, loiríssima, ela está mais glamourosa'', afirmou ele.

Fontes: Contigo, Ego e Glamatura

Eu, particularmente, tinha gostado muito do visual curtinho e com o tom de cabelo mais escuro, que não chega a ser castanho escuro, como ela usou em O Cravo e a Rosa, e sim, um castanho claro. É só observar a foto do meio e as do ensaio da revista Lola, ela tá linda! Mas esse cabelo está realmente lindíssimo! Adri é muito linda, seja qual for o corte e a cor!



Adri é capa da Lola de setembro 2012 - Texto escrito por Vladimir Brichta

''O mistério a acompanha'', escreve Vladimir Brichta sobre a mulher, Adriana Esteves

 

Capa da revista LOLA, a intérprete de Carminha é traduzida em texto exclusivo escrito pelo ator e marido da atriz


O ator Vladimir Brichta escreveu para edição de setembro da revista LOLA um texto exclusivo sobre sua mulher, Adriana Esteves, capa da publicação. A atriz, que personifica o mal com sua Carminha, em Avenida Brasil,  é descrita pelo companheiro de quase dez anos, como alguém comparável a uma Caixa de Pandora: "o mistério a acompanha". Ele se diz devorado. 


 ''Adriana é uma agitadora, em tempos de chumbo seria facilmente tachada de subversiva"



 Segundo Brichta, Adriana tem um "ultra-super-hiper-supra-ego que surge depois de uma doses, batizado de Super Outra". Quando este personagem aparece, narra o ator e marido de Adriana, "é uma sucessão de risos e verdades desconcertantes que  não tem como não nos remeter ao que vem fazendo ao atuar. Honestidade até o último fio de cabelo, como se sem ela não poderia mais respirar". Para Brichta, a atriz "é predestinada a ser lida como poesia". (ED)

Morri com essa matéria!!!!!!!!! Enfim a Adri capa de uma revista a altura dela, com fotos perfeitas e ainda com texto escrito pelo próprio marido, o lindo Vladimir Brichta?????? Meu Deus, to sem palavras!!!!!!!! Magina se essa revista não vai ser minha???

Adri, pelo amor de Deus, empresta o Vlad pra mim, só um poquinho!!!!!!!!!!! Q homem lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 26 de agosto de 2012

Atores de Avenida Brasil são proibídos de participarem de programas da Globo

Não sei se isso é verdade, mas acho que é. Pelo menos, faz sentido por conta do sucesso e da repercusão da novela e dos personagens - Carminha, Nina e Tufão, principalmente - seus atores serem "escondidos", "preservados" pra que não vase nada sobre a novela e, pra q não haja mais sobre carga para os atores, que estão com ritmo intenso de gravações e poucas horas de folga. 

Se for pensar, Adriana e Débora são as q mais estão fazendo sucesso e, desde q a novela começou, só deram uma pequena entrevista no Fantástico, na época da virada da novela (cap do enterro de Nina por Carminha). Eu sempre achei estranho 2 atrizes que estão em alta no momento não estarem em programas da emissora como Faustão, Vídeo Show, Altas Horas...

A Nota do Flávio Ricco, do site UOL  explica exatamente isso.

 http://televisao.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2012/08/26/atores-de-avenida-brasil-nao-podem-participar-de-programas-da-globo.htm


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Avenida Brasil - Efeito Congelamento

Já congelou sua foto? Atores de 'Avenida' ensinam a usar o aplicativo do site

Adriana Esteves, Cacau Protásio, Marcos Caruso e Ana Karolina se divertem transformando as imagens com o efeito do final da novela.



Eu também já congelei umas minhas:






Nos bastidores de “Avenida Brasil”, é grande a expectativa dos atores em torno do personagem que aparecerá congelado na cena final. A campeã de congelamento é, claro, Adriana Esteves. O promoter David Brazil pegou uma carona no bom coração da atriz, que de Carminha não tem nada, e posou para esta foto com ela. Com a ajuda do aplicativo do site da novela, oi oi oi, olha o que aconteceu!
http://oglobo.globo.com/cultura/kogut/

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Almoço com Lipe e Vicente: 18 de agosto

Adri aproveitou uma folga que conseguiu ter no sábado, dia 18, pra almoçar com o filhos Felipe e Vicente. Lipe parece q já alcançou a Adri no tamanho e, e Vivi está cada vez mais fofo!

Amei a roupa da Adri, super fashion! 






Simpática como sempre, Adri acenou para os paparazzi! É isso aí, Adri, vc merece esse descanso!





Na churrascaria, Adri encontrou com o jogador Adriano e, ele tirou foto com ela. 
Adri linda! Reparem na cara do Adriano, todo orgulhoso em tirar foto com a Estrela!!!!! Eu, q já tive essa oportunidade várias vezes, sei o quanto esse momento é especial e mágico!

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Niver: Marcello Novaes e Vera Holtz - 16 e 17 de agosto de 2012

Elenco de Avenida Brasil se reune pra comemorar o aniversário de Marcello Novaes e Vera Holtz.



Enfim, a Adri se reuniu com os colegas de Avenida Brasil sem que seja pra trabalhar! Dessa vez, ela foi se divertir com os amigos. O motivo da festa, organizada pela aniversariante Vera Holtz, na noite desta 5ª feira, dia 16, foi comemorar o aniversário da organizadora e de Marcello Novaes.


Durante o evento, a atriz conversou rapidamente com a imprensa, mas desconversou quanto o assunto era sua personagem na trama de João Emanuel Carneiro (42). Ao falar sobre com quem Carminha deve ficar no final da novela, Adriana respondeu com uma bela declaração ao amado, o ator Vladimir Brichta (36): “Com o Vladimir, ele é minha vida”.
A atriz também respondeu em tom de brincadeira sobre o que sua personagem merece. “Se divertir, estou me divertindo muito”. Pelo visto Adriana não quer comentar muito sobre o fim de Avenida Brasil.


Q linda a Adri com um leão de pelúcia - que deve ficar pro Vicente! Será q esse leão foi lembrancinha da festa, afinal, Marcello e Vera são leoninos, né?



Adriana Esteves e Débora Falabella chegaram juntas. Adriana adorou o evento. "Hoje é dia de festa para Vera. Uma festa linda no final". Questionada sobre o final de Carminha, ela comentou o que deseja para a vilã. "Não sei sobre o final. Mas acho que a Carminha merece é se divertir, que nem eu estou me divertindo", disse ela que ainda brincou ao falar sobre o par favorito para a megera: Max ou Tufão?. "Eu prefiro o Vladimir [Brichta]", descontraiu.


Vídeo da Adri sendo cercada pela imprensa na festa - http://www.youtube.com/watch?v=OvGd-hvJHjo&feature=youtu.be

Adri linda e muuuuuuuuito simpática!!!!!!!! Todo mundo em cima dela, uma mulher chamando ela, cutucando o ombro dela o tempo todo, é fotográfo tirando milhões de fotos, microfones em cima dela q não acabam mais! E, nem assim ela perdeu a simpatia! E o beijo q ela dá no cara do Pânico? Q artista faz isso??? Adriana não existe!!!!! E a declação dela pro Vlad? "Vladimir é a minha vida"  -  Q tudo!!!!!!!
Ela estava toda cercada, parecia, teve que ter ajuda dos seguranças e do Juliano Cazaré (Adauto) pra conseguir entrar no taxi! Parecia celebridade internacional! Queria ver se a imprensa ia conseguir fazer esse tumulto em cima dela se o Vlad tivesse junto! Aliás, uma pena q ele não tava, amo os 2 juntos na balada, rsrs!
Taís


 A festa se estende pra um bar, na madrugada do dia 16 pro dia 17.



Marcello Novaes comemorou o seu aniversáro de 50 anos, nesta quinta-feira (16), na União do Parque Curicica, no Rio de Janeiro, mas não parou por aí. Durante a madrugada desta sexta-feira (17), o ator resolveu esticar a festa e foi acompanhado por diversos amigos do elenco de "Avenida Brasil".



 Que gostoso ver a Adri se divertindo com os amigos, ficando num clima bem leve e descontraído, tirando um pouco o peso da Carminha e das tensas cenas um pouco de lado.
Como mostra nas notas, Adri foi elogiada pelos paparzzis e pelo pessoal do Pânico que estiveram no local. Isso só comprova ainda mais o que eu já to careca de saber: Não importa a quantidade de horas gravando cenas e mais cenas, a simpatia e o bom humor da Adriana  continuam com ela sempre!

Algumas notas sobre a festa:

Débora Falabella, Débora Nascimento (a Tessália)  e Juliano Cazarré (o Adauto)  estavam, digamos, azedos com a mídia. A intérprete de Nina chegou sem querer falar com ninguém e quando deixou o local gritava: "Chega, chega, gente!". Já Juliano saiu da festa esbravejando "Vocês são uma doença!". Ai, quanto exagero.


Bom, as pessoas reagem como querem, mas o blog precisa dizer que Adriana Esteves estava o máximo. De bom humor e um pouco altinha, claro, a intérprete da vilã mais querida do Brasil atualmente esbanjava felicidade.  Até o "Pânico" ela atendeu. Vesgo dizia para ela: "Cospe em mim, Adriana, cospe!" (q absurdo o cara pedir isso! Se eu não tivesse visto o vídeo juro q não acretiva, Adri tão simpática, e o infeliz vai e me pede isso a ela? Há, se eu tivesse no lugar dele, eu pedia um daqueles abraços gostosos q eu já recebi dela!) E ela respondeu: "Não vou cuspir em você, meu bem, vou te beijar.". A atriz estava tão tranquila que ao ser questionada se havia visto a sátira que o "Pânico"  fez de sua personagem, disparou: "Não vi, mas quero ver. Me mostra". Vesgo não pensou duas vezes, sacou o celular e exibiu as imagens. Ela riu muito. Adriana estava tão à vontade que Amora Mautner, diretora da novela,  teve de puxá-la pelo braço e colocá-la no táxi. 






Não me surpreendi com essa simpatia da Adri, meio "alegre" ou não, a Adri é sempre muito simpática, até as vezes com quem nem merece como esse Vesgo que fez esse pedido sem graça pra ela. Sorte q ela tem bom senso e não atendeu seu pedido, rsrs - Show, Adri!



Outro que estava fofo era Marcos Caruso. Feliz com o personagem, ele soltou: "Nunca imaginei que fosse exibir meu corpo, usar óculos na testa e ter um pagode como trilha. É só eu pisar na rua, que as pessoas começam a cantar ou a tocar  'Ai, ai, ai, assim você mata o papai'". A-do-ro.  O ator  contou com quem ele quer que Leleco fique. "Eu, Marcos, gostaria que ele ficasse com a Tessália, mas o Leleco gosta é da Muricy", afirmou. Murilo Benício estava um pouco altinho, e na hora de falar Tufão saía Trufão. "O Trufão não é trouxa", avisou e completou: "Assim como 'O Clone', 'Avenida Brasil' está sendo um marco na minha vida".
Outros que estavam uma simpatia, Marcello Novaes e Eliane Giardini. A anfitriã, Vera Holtz, não falou com a imprensa, mas se divertiu muito vestindo uma roupa dourada. A trilha da festa era a mesma da novela e rolou muito samba-enredo também. Enfim, a comemoração foi tão boa que alguns atores resolveram esticar a festança em um quiosque.
Siga-me no Twitter: @janaina_nunes


Olha que foto linda que a diretora Amora Mautner colocou na Net!!!! Amei!!!




Extra - http://extra.globo.com/famosos/animadissima-vera-holtz-assopra-velinha-de-59-anos-com-elenco-de-avenida-brasil-em-quadra-de-escola-de-samba-5817481.html - com vídeo da galera saindo do bar. Adoro a Adri por isso não resisto em ver os vídeos q saem dela no dia a dia, festas, confraternizações, etc. Mas ao mesmo tempo fico chateada pela invasão q a imprensa faz em cima dos artistas, nem curtir um bar pra relaxar eles têm paz. Desculpa colocar isso aqui, Adri, mas por outro lado, é uma forma de ver vc, me sentir pertinho da minha Estrela!


E, parabéns ao Marcello e à Vera pelo niver! Muita saúde e felicidades e parabéns por ajudarem a Adri a fazer de Avenida Brasil uma novela inesquecível que já entrou pra nunca mais sair da história da Teledramaturgia!

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Época: Adriana - Nossa Malvada Favorita


Nossa malvada favorita

16/08/2012 | 08:08 | MARTHA MENDONÇACULTURA | 


Adriana Esteves explodiu como “Namoradinha do Brasil”, depois virou piada nacional e pensou em desistir de tudo, até amadurecer e virar sucesso retumbante na pele da vilã Carminha


De segunda a sábado, Adriana Esteves praticamente mora no Estúdio D da Central
Globo de Produções, o Projac. Lá, desde fevereiro, é gravada a novela de horário mais nobre, Avenida Brasil, na qual ela dá vida a Carminha, uma personagem que já entrou
para a história da TV. No início de cada dia de trabalho, que dura até dez horas, ela
recorre a um ritual adquirido em aulas de jiu-jitsu: entra em cena com a mesma
reverência com que entrava no tatame. “É um misto de pedido de licença, reverência
e oração”, explica. As aulas de luta, freqüentadas na academia Gracie da Barra da Tijuca  tiveram o objetivo de dar agressividade a quem fez balé clássico durante a vida quase
toda. O início das gravações impediu que ela continuasse no tatame. No tatame oficial.
Estar em evidência na televisão, como vilã de novela das nove, é uma luta”, diz a atriz.
É assim para qualquer ator. Mas para Adriana Esteves é mais ainda.
Há quase duas décadas, ela também estava em evidência como protagonista do horário nobre. Ao contrário de agora, era a mocinha da trama. Com apenas dois anos de televisão, ganhara
o papel de Mariana, ninfeta rural de Renascer, de Benedito Ruy Barbosa (foto abaixo, à esquerda). Fazia par com Antônio Fagundes, um poderoso rei do cacau. Mas, ao contrário
da vilã adorada de hoje, não era unanimidade de público e muito menos de crítica. Adriana,
aos 23 anos, sofreu “bullying nacional. Quem classifica é o ator e autor Miguel Falabella, hoje um de seus melhores amigos. “Insossa” era o adjetivo mais gentil usado pela crítica para falar de sua atuação. Seus trejeitos brejeiros viraram piada. O colunista da Folha de São Paulo José Simão passou todos os dias enquanto a novela estava no ar falando da personagem. Simão a chamava, repetidamente, de “ostra autista” – um apelido que pegou. “Dizem que o elenco está ótimo porque a Adriana não Esteves” era outro bordão usado, depois que a personagem perdeu força na trama.
Não há quem aguente. Hoje, em tempos de
redes sociais, acontece coisa pior, em larga
escala. A jovem Adriana, porém, não
segurou. Sumiu da televisão, tirou o time de campo. “Pensei em fazer faculdade de
medicina, mudar a vida toda, nunca mais
pisar em um estúdio”, afirma Adriana. Teve depressão e síndrome de pânico. Durante três anos, tratou-se com sessões de terapia e remédios. Hoje, não se estende muito no
assunto. São tempos de colheita
Sua Carminha  a elevou, seguramente, 
ao time das grandes damas da TV, aos 
42 anos. Agora as piadas não são sobre Adriana, mas sobre sua personagem, cujos 
feitos e frases são repetidos nos lares, bares e escritórios e viram meme na internet
É graças, em boa parte a sua atuação meio naturalista, meio farsesca, que trama de 
João Emanuel Carneiro com seu texto impecável está batendo recordes de audiência 
no horário.
A própria atriz, no entanto, diz que ainda não tem a noção exata do nível de seu sucesso. Vacinada contra a repercussão resultante de uma novela das nove, resolveu seguir o conselho
do marido – o ator Vladimir Brichta – e ficar longe de internet, revistas e cadernos de televisão dos jornais. No único dia de folga, domingo, às vezes sai com a família. Aí é
difícil conter os fãs. “O que impressiona é como as crianças adoram a Carminha, apesar
de todas as maldades”, diz Vladimir. O ator é o terceiro marido de Adriana. Fizeram algumas novelas juntos e casaram em 2006. No início da carreira, a atriz fora casada com o 
empresário Totila Jordan e com o ator Marco Ricca, pai de seu filho Felipe, de 12 anos. 
Depois, juntos, tiveram Vicente, de 5. Para completar o trio, Agnes, de 14, do primeiro casamento de Vladimir, que ficou viúvo.
Os mais velhos assistem à novela todos os dias. Adoram. Para o pequeno Vicente, a
história é pesada demais. Adriana gosta de conversar com seus adolescentes sobre
os rumos de Avenida Brasil e também sobre seu desempenho. Gosta de estimular
a opinião dos filhos. O marido diz que o maior recurso de Adriana como atriz é sua capacidade de empatia na vida real. “Ela é intensa com tudo, está sempre com
a emoção à flor da pele e se coloca no lugar do outro de uma forma como nunca
vi, para ajudar, amparar, entender”, afirma. Tal sensibilidade da vida real,
acredita, acaba ajudando na composição dos personagens. Ao colocar-se na pele
de outro, sentiria sua dor ou felicidade. De fato suas cenas impressionam.
A atriz dá diariamente carne e osso a uma vilã cujos músculos da face tremem
nas cenas em que está contrariada, uma mulher que emite sons guturais de raiva.
Lembra a bruxa dos contos de fadas da nossa infância, mas, de alguma forma,
muito real. Também chama atenção suas rápidas e perfeitas mudanças de
expressão – uma demanda da personagem fingida. Mas essa grande atriz nasce
assim,
de uma hora para outra?
Adriana nunca frequentou aulas de teatro ou fez qualquer preparação para ser
atriz. Filha do meio das três meninas (Márcia, Adriana e Cláudia)de um pediatra
(Paulo Felippe Esteves)e uma professora do Méier (Regina Esteves), subúrbio do
Rio de Janeiro, estudou no colégio particular Metropolitano, um dos melhores da região. 
Depois fez faculdade de Publicidade na Universidade Gama Filho. Para ter seu próprio dinheiro, trabalhou como vendedora em loja no período de férias. “Ela era fogo,
vendia mais e ganhava prêmios. Sempre foi determinada. O apelido de menina era
Trovoada. Já chegava fazendo barulho”, diz o pai, Paulo Felipe Agostinho, 71 anos,
pediatra aposentado. Bonita, acabou sendo convidada para ser modelo fotográfico
em encartes de moda. Em 1988, apareceu na TV pela primeira vez, como
figurante da novela Vale Tudo, de Gilberto Braga e Aguinaldo Silva.
A atriz entrou para a televisão, de fato,
através de um concurso do Domingão 
do Faustão, em 1989. Seria escolhida 
uma jovem para um pequeno papel da 
novela das sete Top Model (foto ao lado). Adriana ficou em segundo. A vencedora, 
escolhida pelo público, foi a atriz Flávia Alessandra.Mas as duas acabaram ganhando papeis  na novela, que foi ao ar em 1999/
1990.
No ano seguinte, ela foi chamada para
viver a protagonista de um Caso Especial.
Eram histórias de apenas um episódio, que existiram na programação da TV Globo por
25 anos. Adriana foi chamada para viver Marina, no episódio de mesmo nome, escrito
pelo roteirista de cinema Leopoldo Serran. A personagem era a jovem namorada de um
traficante, que planeja sua morte. Falabella fazia o capanga do bandido. Foi ali que
os dois se conheceram – embora só tenham ficado amigos muitos anos depois.
Ele chama atenção para a atuação, já competente, de Adriana. De fato –
e quem procurar no You Tube verá –, a menina já convencia. Chora e gargalha em
cena, num tom histérico, como veterana. Já dá para perceber ali um embrião de
Carminha. Ela era uma curiosa, uma desinibida. Já dava pra ver que ela era
do ramo”, diz Falabella. Crítica e público, porém, deram mais atenção à nudez
de sua personagem que aparece de lingerie ou correndo sem roupa numa praia deserta.
Duas novelas depois, Adriana já era considerada a nova Namoradinha do Brasil e
estampava dezenas de capas de revistas. Chegou a sair na versão latino-americana
da revista Time como símbolo do sucesso das novelas do continente (nessa época,
ela vivia a Lúcia Helena, de A Indomada). E aí veio a queda. O autor Carlos
Lombardi havia escrito a personagem Babalu de Quatro por Quatro para ela.
Recusou. Foi substituída por Letícia Spiller – que teve grande sucesso.
Foi muita pressão, ela precisou se recolher por muito tempo. Mas as crises
trazem o amadurecimento. Ela se tornou uma pessoa melhor e uma atriz melhor”,
diz Anaíde Karabachian, a Naná, empresária da atriz há vinte anos.
Em 1996, voltou, devagar, ao rumo do sucesso.
Nos bastidores, sempre foi considerada eficiente, carismática, além de
disciplinada. Em 1998, ganhou um papel na novela das noveTorre de 
Babel.Desta vez, não era a mocinha, mas uma anti-heroína moleca e amoral
a suburbana Sandrinha.Sua versatilidade chamou atenção. Em 2000, fez a 
ranzinza Catarina,protagonista de O Cravo e a Rosa, das seis, novela inspirada 
em A Megera Domada,peça de Shakespeare. Daí pra frente, encarnou 
personagens cômicas e seriados humorísticos.
O degrau que faltava surgiu com a minissérie Dalva & Herivelto, em 2010 (foto ao lado). O diretor Dennis Carvalho procurava uma atriz para viver a dramática cantora que reinou na Rádio Nacional nos anos 50, ao lado do marido Herivelto Martins. Escolheu Adriana depois de ver sua foto ao lado de uma imagem da estrela: os rostos eram parecidos.  Mas foi mais do que mera semelhança. Ela fez um trabalho minucioso: decorou todas as letras das canções e teve aulas de canto lírico para dublar de forma expressiva. Sem falar nos trejeitos da cantora, que ela absorveu de forma mágica. A opinião geral – especialmente de quem estava acostumada a atuações mais convencionais de Adrianaera de que a Estrela Dalva baixara na atriz. Adriana foi nacionalmente aclamada e concorreu ao Emmy, uma espécie de Oscar da televisão internacional. “É uma atriz que atingiu sua maturidade e ainda vai nos surpreender muito”, afirma Dennis.
Carminha é a primeira grande vilã de Adriana Esteves, uma atriz que colecionou personagens do bem em 23 anos de carreira e mais de 20 novelas e séries. Somado ao fato de que os vilões costumam ser cultuados nos dias de hoje – muitas vezes por estar “liberados”
para dizer o que pensamos, mas não podemos dizer num mundo politicamente correto –,
o carisma dessa atriz salta aos olhos diante da mesmice que costuma habitar as telenovelas. Sua Carmem Lúcia é um misto de periguete com madrasta má de conto de fadas, mas humanizada por um passado (ainda misterioso) de sofrimento, que a tornaria também vítima. Diretor de núcleo de Avenida Brasil – e, coincidentemente, quem dirigiu as cenas de Adriana no concurso do Domingão do Faustão que foi seu passaporte para a TV –, Ricardo Waddington classifica Adriana como visceral, intuitiva e pouco cerebral. “Claro que, com o tempo, ela adquiriu algumas ferramentas técnicas, mas seu maior trunfo é se jogar no abismo”, diz. Desta vez, porém, a queda foi para os braços do público.
Amei essa matéria! Mesmo eu conseguindo colocar a matéria aqui, faço questão de comprar a Época dessa semana.
Eu espero que todos quem leiam essa matéria, agora entendam o que a Adriana teve que enfrentar na época das críticas. Eu já era fã dela na época e, por isso, mesmo distante, sei a barra que ela enfrentou, o quanto ela sofreu
Agora, uma coisa eu tenho que ressaltar: Ela nunca ficou afastada da TV como as notas sobre o assunto insistem em afirmar. A depressão ocorreu em 1993 - época de Renascer, nessa época ela ainda participou da peça A Falecida, em 1994, ela participou de um episódio do Você Decide, que pra mim foi o episódio mais bonito e delicado que esse programa já apresentou. Em 1995, ela protagonizou a minissérie Decadência - na qual foi muito bem sucedida. Nesse mesmo ano ela fez o filme As Meninas. Então, mesmo sofrendo na vida pessoal, Adriana nunca parou!
Parabéns, minha querida Estrela, por nunca ter desistido, ter sempre lutado muito pra chegar até aqui e mostrar pra muito babacas como o Zé Simão, que você é muito superior a eles tanto como pessoa, como profissional.
Você só me enche de orgulho!!!
Taís
Comentários

  • Taís Almeida Cardoso · PUC-Campinas
    Amei essa matéria! Mesmo eu conCseguindo colocar a matéria aqui, faço questão de comprar a Época dessa semana.
    Eu espero que todos quem leiam essa matéria, agora entendam o que a Adriana teve que enfrentar na época das críticas. Eu já era fã dela na época e, por isso, mesmo distante, sei a barra que ela enfrentou, o quanto ela sofreu.
    Agora, uma coisa eu tenho que ressaltar: Ela nunca ficou afastada da TV como as notas sobre o assunto insistem em afirmar. A depressão ocorreu em 1993 - época de Renascer, nessa época ela ainda participou da peça A Falecida, em 1994, ela participou de um episódio do Você Decide, que pra mim foi o episódio mais bonito e delicado que esse programa já apresentou. Em 1995, ela protagonizou a minissérie Decadência - na qual foi muito bem sucedida. Nesse mesmo ano ela fez o filme As Meninas. Então, mesmo sofrendo na vida pessoal, Adriana nunca parou!
    Parabéns, minha querida Estrela, por nunca ter desistido, ter sempre lutado muito pra chegar até aqui e mostrar pra muito babacas como o Zé Simão, que você é muito superior a eles tanto como pessoa, como profissional.
    Você só me enche de orgulho!!!

    • Danna Paola Pires · CEET Vasco Coutinho
      Eu te amo Adriana Esteves ... Belissimo textooooooooooo ... emocionada ... ela merece tudo e mais um pouco ... sOU fã pra sempreeeeeeeeeeeee

    • Souza Natália
      Gostei bastante da matéria sobre a vida profissional de Adriana.
      "Adriana Esteves explodiu como “namoradinha do Brasil”, depois virou piada nacional e pensou em desistir de tudo, até amadurecer e virar sucesso retumbante na pele da vilã Carminha"

    zelia 16/08/2012 | 14:03
    Martha que grande atriz! Todos os dias ela dá uma aula de interpretação. Palmas para ela

    • Val 16/08/2012 | 13:44
    • Sempre gostei da Adriana! Ela é ótima atriz! Antes fez a Julia de Morde&Assopra, que era doce e ajudava todos! muito fofa! Seu papel agora de Carminha está show!! Haja garganta pra falar tanto e com raiva!rsrsrs! Parabéns a ela e muito sucesso, sempre!!!!
    • E parabéns pela sua persistência! Tudo na vida tem seus\altos e baixos\ , mas não devemos abaixar a cabeça, mesmo uma multidão criticando! Adriana mostra agora que é realmente ótima e calando muita gente! * Martha Mendonça, adorei sua reportagem, pois Adriana merece nossos aplausos!
    Jaque Rufino 16/08/2012 | 12:26
    Virei fã da Adriana depois de sua personagem Catarina Batista. Ela estava ótima! E gostei de sua atenção no seriado Dalva e Herivelto também, apesar de não ter conhecido a verdadeira. Parei de assistir Avenida Brasil, mas sei que ela está arrasando. Ótima homenagem Martha, essa atriz merece.